20.3.09

Não.
Espere.
Nada.
Espere, não.
Nada, não espere.
Não, nada, espere.
Espere.

Espere.
Não, não.
Nada.

Espere nada não.



[Viver de espera é a melhor forma de matar um coração.]

17 comentários:

Erica Maria disse...

Direto e significativo!

Bjoooooo linda!

...loucos apontamentos disse...

Esperar: Exercicio de doer.

Carla P.S. disse...

Ofereça-se um resultado, como diria a Fernanda Young.
Também acho...Mas certas flores precisam de tempo pra abrir..E não adianta posicionar, cuidar, olhar..Só com o tempo. Outras vidas...Coisas assim...Mas naturais.
Beijos, e um café pra começar bem a semana.

Ruberto Palazo disse...

Uau...
Parece aquelas conversas indecisas sem pé nem cabeça em que nao sabemos se esperamos, se deixamos ir ou se largamos tudo...
Beijos

Salve Jorge disse...

Espera
Exaspera
Não
Nada
Esmera
Esfera
És fera
Ou não
Ou nada
Tempera
Sou são
Solução?
Que nada
Quem dera...

Fleur Anonyme disse...

A você, minhas palavras de adeus.

Não me espere, meu rumo é indefinido.

Gabriela Magnani disse...

É tão confuso e tão simples ao mesmo tempo. Muito criativo, parabéns. Beijos.

Ana Cláudia Zumpano disse...

concordo com vc bela poeta!

MargueRita disse...

Assino embaixo!

Bjs

Filipe Garcia disse...

Oi Clara-parceira!

Essa confusão de sentidos/sentimentos tão comum na vida. O não querer-querendo, o querer com vontade de prolongar o não. Vi isso nos seus versos. Uma espera gostada, alimentada, mas pronta pra virar encontro em breve.

É isso que somos: paradoxo sem fim.

Beijo a você.

Afobório. disse...

ninguém deve esperar nada.

sorte e luz.

mayara disse...

e eu fui aprender isso só agora...

mais isso fica como lembrete!

Juliana Campos disse...

já aprendi!
experiências próprias são válidas tb!

On The Rocks disse...

concordo com você.

bj

Leila Saads disse...

Ficou muito boa a disposição e a idéia!

Vozes Femininas disse...

Interessantíssimo o que se pode ver (ler)!!!

Parabéns!

Aproveito pra te convidar pra conhecer o novíssimo blog do Vozes Femininas:
http://vfemininas.blogspot.com/

Té mais!

disse...

E se a pessoa num tem paciência então, morre de raiva, de tédio, de tudo.

Bjo