2.11.07



eu cansei das palavras.
cansei de colecioná-las.
cansei.
cansei do abstrato, do longíquo e do marasmo.

tô indo atrás do concreto, do objeto e do desejo.
sai da minha frente.
a estação em que eu me deixei já tá chegando.
a saudade que ainda existe nas cartas endereçadas a mim mesma, pulsa aqui por fora e pede abrigo aqui por dentro.
já dá pra ver os sorrisos pelas janelas.

sai da minha frente.

5 comentários:

Ni disse...

Clara, abre caminho!
Eu canso junto, logo atrás.

A bailarina, disse...

aai que lindo.!
sorrisos,
:)
Beijos,
vo te linkar tambem.:)
:*

Gabriele Fidalgo disse...

Ai, Clara o abstrato é lindo, mas cansa, se não se torna concreto.

Adoro o jeito como vc escreve.

Beijos

Claudia Lis disse...

Oi Clarita,

Cansa um pouquinho,
Descansa,
E depois...
Corre atrás mesmo!
Que ainda dá tempo.

=)

Beijos

Juliana disse...

é, eu sei bem como é que é.

: ]

e acho que não vai sobrar nada na sua frente.