12.3.08

Era uma vez

































.




Todos os nossos passos foram insuficientes para gerar algum tipo de movimento. Entendes agora o meu motivo para partir?


levou os meus planos, meus pobres enganos, os meus 20 anos e meu coração.
e alééém de tudo, me deixou mudo o violão.




16 comentários:

Juliana Caribé disse...

Mas com o violão você ainda pode compor canções. Ele não pode ficar mudo. Nem sem as cordas. Sem elas, vira o violão e batuca um samba. Mesmo que seja um chorinho, não pode é ficar com o coração na mão...

Beijos.

Gabriele Fidalgo disse...

Ai, Clara, quanta intensidade! Adoro.

Você é muito direta. Me identifico com muitas coisas que você escreve.

Ps: Impossível o violão estar mudo com você tão cheia de ritmo. ^^

Mr. Ziggy disse...

Agora sim iniciar-se-á uma boa história pra se contar, com passos largos, tropeços novos e um quê de frescor. Que a personagem siga em frente!

Ana Cláudia Zumpano disse...

nossa, quando li esse texto agora... senti aqui dentro tudo remexer... esses 20 e poucos anos estão me matando sabia. é muito sentimento.
lindo! ;*

lel disse...

Olá, menina Clara.. vê, é lel. omagicomorreu eu dei uma fechada, desde janeiro cultivo minhas palavras-planta em outro endereço, etiquetaviking.blogspot.com

é isso, keepupthegoodwork

nj.marabuto disse...

nem o violão...
nem a caneta...
nem o teclado do seu pc...


p o d e m - e m u d e c e r

← extravase sua tinta mais intensa em clareza supra-sensível, seu timbre belo e encorpado em clareza técnica, seu digitar esbaforido em clareza mimética, o recomeçar →

Rafael disse...

nossa... !

Ni disse...

Sabe, Clarinha... Demoro sempre um bocado pra escrever de novo, não sei o que acontece. Mas se um dia, volto, é porque existem uns brilhos em mim, aqui dentro, que entram sem pedir licença e iluminam tudo. Uns clarões, e eu sei que tu m'entendes quando te digo isso.

Queria muito entender o que se passa, mas alguém me disse que certas coisas não são pra serem entendidas... A gente sente, né?

Um beijo, dois beijos! :)

João Menelau disse...

Passo passa que a gente nem percebe, certos movimentos não ;)

Fada disse...

Se somos surdos, utilizamos nossos olhos para guardar as mais belas paisagens de nossas vidas.
Se somos mudos, aprendemos a escutar e entender cada palavrinha na sua real intensidade.
Se somos cegos, descrevemos o mundo que lhe teme!!!

Se tens um violão...espalhe ao mundo através do vento a sua paixão presa dentro dessas mãos acorrentadas.

Beijo grande minha amiga profundaaaaaa

Fernanda Papandrea disse...

o seu coração volta aos poucos pra você!

bela e intensa como sempre!


beijos

Cabraforte disse...

Sim SIm, o Silêncio que tanto se diz e faz acontecer.

é no silêncio que acontece o tudo e o nada!

bj Prazer!

Fernando Cabral

Monalisa Marques disse...

É assim mesmo, com um espação entre o título e suas palavras?















Larga o violão e procura outro instrumento. Só não pode ficar calada; calada, não.

Abraço.
Belo blog.

1a das Pimp! disse...

Ei!
Surpresa no PIMP!
Boa páscoa!

nj.marabuto disse...

...e quantos de nós estão, agora, na mesma situação que você, minha cara clara menina clara.

...e minhas palavras acima já não fazem sentido a mim mesmo.

beijos
n.

тαynαн disse...

O bom é que todo dia é dia de um recomeço...

páginas novas, planos novos, novos anos, enganos, novas partidas, idas, voltas... e uma nova canção.