15.3.09

De tempos em tempos

De tempos em tempos
é bom morrer de fome
de sede
beber sonhos
comer votos de silêncio
navegar em canoas velhas
manejar uma arma da infância
em direção ao sol.
De tempos em tempos
é bom morrer lutando
numa milícia de farrapos
ficar com os loucos
num hospital por fechar.
De tempos em tempos
é bom morder um girassol
cheirar a axila de quem se amae
squecer as datas mais importantes
festejar o simples fato de atravessar descalço
a face da lua.
De tempos em tempos
é bom não ser.
Guarde suas palavras, poupe-me das ilusões,
esqueça o meu telefone.
Nada de versos musicados,
eu quero o silêncio.
Saia e não deixe rastro.
De tempos em tempos
é bom não ser
você.

7 comentários:

Carla P.S. disse...

Saia e não deixe rastros..
Tô na mesma situação, sabia?
De tempos em tempos..
Um chimarrão.

Afobório. disse...

olá.

acho que tempos em tempos todos calam, mesmo que por um tempo.


sorte e luz.

Fleur Anonyme disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fleur Anonyme disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
...loucos apontamentos disse...

...



(um comentario sem palavras cm pediu o texto, nada de versos.)

MargueRita disse...

Tempo em tempo....





Bjsss

Asas, sonhos e coração... disse...

Como uma pessoa perde tanto tempo em função da vida d alguém? e mais, como uma pessoa escreve tomando como base a escrita d outra?

ai ai ai...esse mundo ta perdido...(eu to acompanhando certo ou to loka?)

"Mas eis q da semente nasceu uma flor..."

Amo tu! E não é poko!

ps- ta chegandoooooo!