4.10.09

Gastei uma hora pensando um verso

que a pena não quer escrever.

No entanto ele está cá dentro.

Inquieto, vivo.

Ele está cá dentro

e não quer sair.

Drummond



Um verso sobre o grito, sobre o desespero do não ser. A ida que não vai. A noite que não termina. Ele está cá dentro, feito de impulso de vida, feito palavra recém-nascida. Azul que se torna claro, Clara. Esse verso não sai, inquieta-se, treme, a-dor-mece. Esse verso brota pr´a dentro, alinha-se ao infinito, no escuro, e diz ser flor, no inverno.

Esse verso quer sair, daqui de dentro. Inquieto, vivo.

13 comentários:

clau disse...

É bom que saia, mas alerto que às vezes morre. ;)

Bjo Clarinha

Ani disse...

saiu!

Ni ... disse...

E que o grito ecoe sempre que se fizer necessario...!

Beijo

Matheus N. disse...

e quanto a-dor-mede?

'... não te dizer o que eu penso
já é pensar em dizer..'

isso, eu vivi :*

Jaya disse...

Mas a poesia desse momento, inunda minha vida inteira...

O poeta mineiro sabe.

Jester disse...

"The human heart has hidden treasures in secret kept, in silence sealed.
The thoughts, the hopes, the dreams, the pleasures
whose charms were broken if revealed."
Charlotte Bronte.

Certas coisas perdem o charme quando reveladas.

Thaís Nóbrega disse...

isso daria uma boa letra de música

Bê Matos disse...

Eu não podia deixar de saber quem era a moça-que-se-veste-de-céu, descrita pela Jaya. :)

E não me surpreendi, quando confirmei que era dona de lindas palavras. ;)

lindo. Beijos :*

Eu, Thiago Assis disse...

Tem certas coisas que às vezes gostamos tanto que não queremos deixar sair por medo de perdê-las.
O confuso é que há situações em que compartilhar só deixa tudo mais intenso.
O ser humano e suas dúvidas cruéis...

:)

www.euthiagoassis.blogspot.com

mariana oliveira disse...

lindo!

Lorita disse...

Que lindo! Li os versos e me senti assim!

Bjos

Thomaz Ribeiro disse...

A madrugada sempre demora mais para aqueles que tem algo na cabeça. Se esse algo for um poema que teima em não sair, pior ainda.

Byers disse...

Olá flor tudo bem?

Me chamo Rubens, sou editor da revista eletronica Sunshine.

O Tiago Julio, me indicou seu blog, o seu trabalho escrito, gostaria de saber se gostaria de divulgar o seu trabalho na revista, em forma de algum poema.

=D tenha uma boa tarde aguardo resposta.